Você sabia que existe uma forma correta de conectar os cabos no receptáculo da lâmpada? O Mundo da Elétrica mostra como fazer a instalação dos cabos no receptáculo, e quais são os riscos de conectar os cabos de forma errada.

Receptáculo

O receptáculo é o componente elétrico utilizado em instalações elétricas para fazer a conexão entre o interruptor e a lâmpada. O nome técnico é receptáculo, mas são poucas pessoas que conhecem por esse nome, geralmente ele é chamado de bocal de lâmpada, soquete, adaptador para lâmpada etc.

O receptáculo tem diversos tamanhos para diferentes tipos de lâmpadas com por exemplo, E12, E14, E27, E40 e outros. Mesmo existindo diversos modelos de bocal de lâmpada o mais comum de ser usado é o E27, uma curiosidade é que o “E” é uma referência a Thomas Edison, inventor da lâmpada.

O "E" é uma referência a Thomas Edison, inventor da lâmpada.

Tipos de receptáculos para lâmpada.

Conexão dos cabos no Receptáculo

Realizar a instalação de uma lâmpada é simples! Porém algumas pessoas não sabem que existe uma posição correta para conectar os cabos no adaptador para lâmpada. Como mostra na imagem abaixo, a maneira correta é conectar o cabo de fase no centro do receptáculo e o neutro na lateral. Lembrando que o fio de fase deve ser interrompido no interruptor, assim virando o retorno.

Lembrando que o fio de fase deve ser interrompido no interruptor, assim virando o retorno.

O cabo de fase no centro do receptáculo e o neutro na lateral.

Como sabemos existem instalações monofásicas e bifásicas, no caso de uma instalação bifásica onde a lâmpada é 220 V deve se utilizar um interruptor bifásico para, assim interromper as duas fases que vão para lâmpada.

Interromper as duas fases que vão para lâmpada.

Uma instalação bifásica onde a lâmpada é 220 V deve se utilizar um interruptor bifásico.

Poucas pessoas sabem o motivo para que os cabos sejam conectados dessa forma no soquete. O motivo é segurança, pois no momento da troca de uma lâmpada o eletricista pode tocar no contato lateral da lâmpada, que é a parte rosqueada no soquete e caso a instalação esteja errada e a fase esteja ligada na lateral, a fase vai estar diretamente em contato com a lateral da lâmpada, podendo causar um choque elétrico.

Então, é por este motivo que a fase sempre tem que passar pelo interruptor e os cabos devem estar ligados corretamente. A segurança em eletricidade deve ser prioridade sempre. Os riscos do choque ao trocar na lâmpada energizada podem ser ainda maiores se considerarmos que o eletricista quase sempre está em uma escada, ou seja, mesmo que o choque não seja letal, a queda pode trazer graves consequências.

Os riscos do choque ao trocar na lâmpada energizada podem ser ainda maiores.

Mesmo que o choque não seja letal, a queda pode trazer graves consequências.

Diariamente acontecem vários acidentes com eletricidade que podem ser evitados somente fazendo a instalação de forma correta. Muita gente pode questionar, que independentemente da posição dos cabos, de qualquer forma a lâmpada vai funcionar, mas saber estes detalhes dos cabos e saber os riscos que isso pode causar e pensar na segurança do usuário faz toda a diferença!

Um ponto muito importante é que as lâmpadas não tem aterramento elétrico, pois segundo a norma NBR 5410 no item 5.1.2.2.3.7, “massas que, por suas reduzidas dimensões (até aproximadamente 50 mm x 50 mm) ou por sua disposição, não possam ser agarradas ou estabelecer contato significativo com parte do corpo humano, desde que a ligação a um condutor de proteção seja difícil ou pouco confiável não tem a obrigação de serem massas aterradas”. Abaixo tem um vídeo do Mundo da Elétrica explicando tudo sobre aterramento para circuito de iluminação.

A segurança é muito importante em qualquer serviço, por isso o Mundo da Elétrica sempre está trazendo conteúdos novos aqui no site e canal. Fique à vontade para conferir mais dos nossos conteúdos e qualquer dúvida é só comentar que iremos responder. Um abraço!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)