Para um profissional do Mundo da Elétrica ter uma oportunidade para aumentar os seus conhecimentos, ampliar a área de atuação de serviços que podem ser ofertados ao cliente e com isso gerar mais renda, é como ganhar na loteria. Portanto, neste artigo o Mundo da Elétrica vai apresentar justamente dicas para que você consiga isso.

Aqui no site e lá no nosso canal do Youtube, nós sempre falamos sobre a importância de estudar e conhecer um pouco mais sobre o mercado, porque isso certamente pode melhorar e muito a sua carreira profissional! Conhecer sobre o sistema de detecção e alarme de incêndio é uma excelente alternativa para ampliar as suas oportunidades de trabalho.

Pensando nisso, vamos te falar sobre um sistema de detecção e alarme de incêndio muito eficaz, que pode salvar vidas. Então, vamos lá pessoal!

Incêndio e Sistema de Alarme

Os incêndios causados por falhas em instalações elétricas acontecem com bastante frequência em nosso país, e por isso resolvemos abordar este tema, explicando como funciona um sistema de alarme endereçável contra incêndios!

É importante frisar que um sistema de alarme é fundamental em casos de incêndios, mas ele não tem como função o combate direto contra o incêndio. A principal função de um sistema de alarme de incêndios é servir como comunicação sonora e visual para a população de um determinado ambiente.

Depois do alerta sonoro e visual, é possível iniciar imediatamente a evacuação, fazendo com que as pessoas responsáveis pelo combate sejam direcionadas para o foco das chamas, minimizando os danos causados.

Tipos de Centrais de Alarme contra Incêndio

Existem basicamente duas centrais de alarme contra incêndio, uma com sistema convencional e a outra com sistema endereçável. Elas são diferenciadas pelo modo de operação e instalação.

Sistema Convencional

Os sistemas convencionais de alarme geralmente são os mais utilizados e os mais indicados para projetos mais simples. Neste tipo de sistema, é possível monitorar uma área delimitada por zonas ou setores.

Com isso, a central consegue informar em qual zona ocorreu o problema quando houver o disparo de um detector, mas isso acontece sem identificar o ponto exato.

Sistema Endereçável

Já os sistemas endereçáveis de alarme contra incêndio têm este nome porque cada dispositivo conectado à central recebe um número, que é chamado de “endereço”.

Este sistema permite a identificação do ponto exato de onde ocorreu o incêndio! Além disso, ele oferece uma verificação ágil, possibilitando uma atuação rápida e eficiente. Isso é possível justamente porque a central informa no display qual é o “endereço” do dispositivo que foi acionado.

Componentes do Sistema Endereçável de Alarme de Incêndio

Algumas centrais de alarme endereçável possuem um laço com a capacidade de comportar até 125 dispositivos. O modelo de sistema de alarme que usamos para testar é composto basicamente por 7 dispositivos em seu laço:

  • Uma central de alarme
  • Um acionador manual
  • Um detector de fumaça
  • Um detector de temperatura
  • Um isolador de laço
  • Um módulo de entrada ou saída
  • Um sinalizador audiovisual

Podem ainda ser utilizados outros sinalizadores convencionais, que são acionados apenas pela saída padrão de alarme.

Sistema de detecção de fumaça e alarme de incêndio!

Laço de Dispositivos do Sistema de Alarme!

Central de Alarme

A central é composta por duas baterias de 12V ligadas em série, além das três placas, sendo uma para o display, uma para o laço e a outra para a fonte. A placa da fonte possui um LED, que serve para indicar quando a bateria for ligada de maneira errada.

Sistema de detecção de fumaça e alarme de incêndio!

Parte interna da Central de Alarme!

Um LED verde indica todo o tempo em que a central está ligada na fonte de energia, mas caso a central seja desligada da energia, automaticamente uma falha será indicada no painel e o LED ficará vermelho, neste momento a central operará através das baterias!

Caso a bateria seja desconectada, uma falha de bateria será indicada e se a central estiver conectada à energia, ela vai continuar operando indicando a falha de bateria.

Isolador de Laço

O isolador protege o laço na ocorrência de um curto-circuito, desacoplando imediatamente a parte afetada e permitindo que o restante do sistema continue operando normalmente. A central de alarme informará que existem dispositivos inoperantes no laço.

Fizemos um teste e a imagem abaixo ilustra bem o que acontece! Nós retiramos do sistema o detector de fumaça e uma falha foi indicada na central mostrando exatamente qual dispositivo estava com problemas.

Sistema de detecção de fumaça e alarme de incêndio!

Indicação do Dispositivo que foi isolado!

O isolador de laço é o único dispositivo que não ocupa endereço no laço, porém, não reduz o dimensionamento do sistema!

Detector de Fumaça e Detector de Temperatura

O detector de fumaça e o detector de temperatura são projetados para enviar uma mensagem automática à central de alarme quando forem acionados. Esta mensagem informa o ponto exato do ocorrido, através do seu endereço definido.

O detector também informa constantemente as condições de operação dos dispositivos, permitindo o seu monitoramento durante todo o tempo.

Nós também fizemos um teste de acionamento do detector de fumaça, utilizando a fumaça que é emitida de um papel em chamas. Quando a fumaça é detectada, o LED de indicação do detector acende assim como vocês podem ver na imagem abaixo. O sistema também dispara instantes depois uma sirene de alerta.

Sistema de detecção de fumaça e alarme de incêndio!

Teste com o Detector de Fumaça!

Também fizemos um teste do detector de temperatura, onde nós usamos um soprador térmico. Quando o detector de temperatura percebe o aumento, ele aciona o LED de indicação, assim como mostra a imagem abaixo. Neste caso, a sirene também é disparada logo em seguida.

Sistema de detecção de fumaça e alarme de incêndio!

Teste com o Detector de Temperatura!

Módulo de Entrada ou Saída

O funcionamento do módulo de entrada ou saída tem como principal função, realizar o acionamento dos equipamentos como por exemplo, bombas, abertura de portas, sinalizadores, dampers, etc.

Acionador Manual

O acionador manual endereçável conta com um elemento de alarme do tipo acrílico rearmável de ação direta, possibilitando o seu retorno à posição de operação normal. E para fazer o disparador acionar o alarme, basta apertar o ponto indicado no meio do acrílico, fazendo a sirene acionar em instantes.

Sistema de detecção de fumaça e alarme de incêndio!

Acionamento Manual do Alarme!

Sinalizador Audiovisual

O sinalizador audiovisual foi desenvolvido para gerar dois sinais quando acionado, o sonoro e o visual (flash). Estes sinais servem para alertar sobre a ocorrência de um princípio de incêndio.

A própria central possui um alarme interno, e nele também é possível acionar as sirenes! Depois que a sirene é disparada, a central só silencia quando o botão de silenciar é apertado, mesmo quando o problema já está sanado.

A senha digitada quando a central é reiniciada, também deve ser digitada para silenciar a sirene. Esta medida é para evitar que em caso de incêndio, alguma pessoa que não tenha a senha silencie as sirenes, o que pode colocar as pessoas do local em risco.

Este sistema de detecção de alarme proporciona uma automação muito mais eficiente em certos procedimentos, podendo ser fundamental para salvar vidas em caso de um incêndio!

Você lembra que falamos que conhecer as novas tecnologias sempre será um passo positivo? Então para te ajudar, vamos deixar aqui no vídeo abaixo mais uma tecnologia incrível, que poderá te ajudar a conseguir mais clientes!

Você conhecia este sistema de alarme? Compartilhe o artigo para os seus amigos conhecerem também! Se tiver ficado alguma dúvida não se acanhe, é só deixar aqui nos comentários e depois volte para ver a resposta!

Não se esqueça de nos seguir nas nossas redes sociais e no canal do Mundo da Elétrica, você vai ver conteúdos exclusivos lá. E se quiser continuar aprendendo, é só permanecer aqui no site do Mundo da Elétrica!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)