Fumaça no disjuntor, o que pode ser? Essa dúvida é muito mais comum do que você imagina! O que será que pode estar acontecendo quando o cliente diz que está vendo fumaça saindo do disjuntor? Neste artigo o Mundo da Elétrica vai mostrar as principais causas e soluções para este problema, então vamos lá pessoal!

Disjuntor, o que é?

O disjuntor é um dispositivo mecânico que foi projetado para atuar quando recebe uma corrente de sobrecarga e/ou um curto-circuito. O disjuntor tem como principal objetivo proteger os circuitos elétricos! Então, quando o disjuntor desarma ele está protegendo os cabos e equipamentos elétricos daquele circuito.

Disjuntor DR, o que é e como funciona?

Fumaça no disjuntor? Veja quais são as principais causas.

Fumaça no disjuntor

Este tipo de problema não é tão incomum, então podemos dizer que existem basicamente três possibilidades para justificar esse problema. A primeira possibilidade é o aperto incorreto na conexão do cabo no borne do disjuntor.

Entenda que se o cabo não estiver bem preso, certamente vai causar um aquecimento excessivo no ponto da conexão, podendo levar ao derretimento da isolação plástica do cabo e isso gera fumaça. Ficou claro que neste caso a fumaça não veio do disjuntor, mas sim do cabo.

É natural que o cliente imagine que o problema é no disjuntor, justamente porque ele está acontecendo bem perto do ponto de conexão. Quando o eletricista sabe identificar o problema e explicar ao cliente o que está acontecendo, isso se torna uma forma de passar confiança no serviço que vai realizar.

Cabo mal dimensionado

A segunda possibilidade é a de que o cabo esteja mal dimensionado, neste caso vai acontecer aquecimento mesmo que ele esteja bem apertado! E como você viu no exemplo anterior, o excesso de aquecimento causa derretimento da isolação e a propagação de fumaça próxima ao borne do disjuntor.

Disjuntor travado

Esta terceira possibilidade é a única que realmente acontece no disjuntor, mas saiba desde já que esta possibilidade certamente é a mais rara de todas! Nestes casos, o disjuntor trava ligado e com os contatos colados acaba gerando sobrecorrente.

Quando isso acontece, geralmente os contatos do disjuntor ficam muito quentes e soltam fumaça. É importante compreender que para isso ocorrer deve haver a passagem de uma corrente muito alta no disjuntor, mas para isso acontecer o aquecimento deve ser muito alto.

Você talvez esteja se perguntando, isso pode acontecer com um disjuntor que tem defeito de fabricação? A resposta é sim! Saiba que um defeito na fabricação do disjuntor pode sim causar um mau funcionamento, podendo resultar em aquecimento que resultará na liberação de fumaça.

Porém, é importante informar que este tipo de equipamento elétrico passa por vários testes bem rigorosos. Então o disjuntor só chega ao mercado se estiver realmente preparado para garantir a eficiência do trabalhado no qual está destinado a realizar. Por isso podemos afirmar que estes casos são extremamente raros!

Saber sobre o dimensionamento correto dos cabos e o dimensionamento dos disjuntores é um fator crucial para o profissional do Mundo da Elétrica. Sabemos que o eletricista que domina estes assuntos pode realizar um trabalho que vai garantir o funcionamento ideal da instalação elétrica, oferecendo toda a segurança possível aos usuários.

Vários eletricistas têm dificuldades para fazer o dimensionamento correto do disjuntor. Pensando nisso o canal Mundo da Elétrica fez este vídeo que estamos deixando abaixo de sugestão. Vale a pena assistir e investir um pouco mais na sua capacitação.

Você conhece alguém que tem problema na instalação elétrica de casa? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e vamos ajudar cada vez mais pessoas a fugirem dos riscos desnecessários!

Se tiver ficado alguma dúvida ou tenha alguma sugestão, favor deixar nos comentários que iremos responder.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)