As pilhas são um tipo de dispositivo bastante utilizado hoje em dia, mas você sabe o que é pilha? Sabe como uma pilha funciona? Sabe como escolher uma pilha com uma boa duração? Neste artigo iremos dar a definição de pilha, mostrar como é o seu funcionamento, explicar do que ela é feita, além de mostrar os critérios para se escolher uma boa pilha. Vamos lá pessoal!

Pilhas: Definição

Muitas pessoas apesar de usarem pilhas constantemente, seja em controle remoto, lanterna, bonecas, aparelhos de pressão e outros, não sabem o que é uma pilha.

Uma pilha elétrica é um tipo de dispositivo que fornece uma corrente elétrica gerada através do processo de oxirredução, e assim fornecem energia para alguns equipamentos funcionarem.

Uma pergunta muito comum é porque existem pilhas de tamanho diferentes se todas elas têm a mesma tensão? Porém, antes de responder a esta pergunta, precisamos entender como funciona uma pilha.

Pilhas: Do que são feitas e como funcionam?

Uma pilha é formada por dois materiais diferentes, um material que possui uma farta quantidade de elétrons disponível e outro material que possui uma carência de elétrons. O primeiro tem potencial para doar elétrons e outro tem potencial para receber elétrons, por isso temos uma diferença de potencial elétrico. Esses materiais ficam imersos em uma solução ácida que facilita o movimento dos elétrons.

Em uma pilha comum temos o grafite como material com elétrons em excesso, sendo o polo positivo da pilha ou em termos mais técnicos, chamado de catodo. Já o zinco é o material com falta de elétrons, e é o polo negativo da pilha, também chamado tecnicamente de anodo. Geralmente a diferença de potencial elétrico ou tensão elétrica da pilha comum, que é o potencial de um material doar e outro receber os elétrons é de 1,5V, porém existem outras pilhas com tensões diferentes.

Quando um circuito é fechado o material que tem elétrons em excesso naturalmente é obrigado a liberar esses elétrons para o material que tem falta de elétrons, isso acontece porque a tendência dos materiais é justamente se equilibrar. Portanto, quando esses elétrons se movimentam é que temos a geração de uma corrente elétrica.

Esse fluxo de corrente elétrica ocorre até que os materiais no interior da pilha entrem em equilíbrio e não consigam mais doar ou receber elétrons, nesse momento o termo usado é falar que a pilha está descarregada.

Agora que foi explicado do que são feitas as pilhas e como elas funcionam, podemos responder à pergunta do início sobre o tamanho das pilhas.

Pilhas: O tamanho influencia?

Existem tamanhos variados de pilhas para que se possa ter capacidades diferentes dessas pilhas. Essa é a capacidade energética que a pilha possui, ou seja, quanto maior for a pilha, maior será a sua capacidade energética.

A capacidade energética de uma pilha é expressa em ampere-hora. Se uma pilha entrega um ampere (1A) de corrente (fluxo) por uma hora, tem uma capacidade de 1 A·h. Se a pilha puder fornecer 1A por 10 horas, sua capacidade é 10 A·h.

O tamanho das pilhas é padronizado e esses tamanhos recebem letras de identificação, existem vários tamanhos de pilhas, mas as mais comuns são as pilhas AA, que também são conhecidas como pilha comum e as pilhas AAA que muitas vezes são chamadas de pilhas palito, também são produzidas as pilhas C e as pilhas D.

Além do tamanho, os tipos de materiais que as pilhas são feitas também influenciam na capacidade energética! As pilhas de carvão e de zinco que foram citadas acima são as que possuem menor capacidade, as pilhas de níquel e de cádmio tem capacidade energética bem maior, e existem também as chamadas pilhas alcalinas que são as que possuem a maior capacidade ampere-hora.

Essa diferença existe justamente porque alguns materiais conseguem doar mais elétrons que outros materiais, por isso podemos ter pilhas do mesmo tamanho feitas de materiais diferentes e com isso, ter pilhas que duram mais ou menos em um mesmo aparelho. Por exemplo, um controle remoto ligado com pilha alcalina pode durar até 4 vezes mais tempo do que se fosse ligado com uma pilha de carvão.

Para os aparelhos eletrônicos e brinquedos mais potentes como os carrinhos de controle remoto por exemplo, é recomendado usar pilhas com maior capacidade,ou seja, as pilhas alcalinas.

Na imagem abaixo temos uma tabela que mostra os tipos de pilhas e a suas capacidades em mAh. É utilizado o submúltiplo mili no caso das pilhas, porque os aparelhos eletrônicos alimentados por pilha normalmente têm baixo consumo.

Veja uma tabela de pilhas

Tabela dos tipos de pilhas e as suas capacidades!

Para que você fique craque nesse assunto, aprenda a fazer uma pilha caseira com limões e moedas no vídeo do canal Mundo da Elétrica, não se esqueça de curtir o vídeo e se inscrever no canal!

Esperamos que este artigo tenha ficado fácil de entender por que pilhas têm tamanhos variados e como funciona o consumo em uma pilha. Então na hora de comprar a pilha, é importante pensar não somente no preço, mas principalmente na utilização desta pilha. Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre o assunto, deixe aqui nos comentários e iremos responder você!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)