Os disjuntores são dispositivos essenciais para a elétrica! Nós do Mundo da Elétrica já falamos em diversos artigos e vídeos do nosso canal sobre as várias características dos disjuntores, as normas dos disjuntores, dimensionamento, além de outros temas.

A fim de complementar esse assunto tão importante, neste artigo iremos falar sobre um outro tipo de disjuntor, que é o disjuntor de caixa moldada. Então, vamos lá pessoal!

Ao comparar, por exemplo, um disjuntor de caixa moldada de 50A com um minidisjuntor também de 50A, é possível perceber algumas diferenças. Apesar de terem uma corrente nominal igual, eles têm diferença no tamanho e em mais alguns fatores.

Construção e Características

Os disjuntores de caixa moldada são desenvolvidos segundo a norma NBR IEC 60947, que é a norma dos Dispositivos de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Eles são adequados principalmente para aplicações industriais, mas também podem ser usados para aplicações comerciais e prediais.

A principal característica deste disjuntor está na robustez da sua construção! Já que utiliza materiais moldados em poucas peças para montar o corpo do disjuntor. Normalmente, ele é montado por duas partes que se encaixam e são presas por rebites, impedindo assim que o usuário possa abri-lo sem danificá-lo.

Veja como são os disjuntores de caixa moldada.

A robustez deste disjuntor é uma das principais vantagens dele!

Esta forma construtiva, juntamente com o uso de materiais de qualidade superior, aumenta a resistência mecânica, a rigidez dielétrica e a suportabilidade à altas temperaturas do disjuntor.

Devido à todas essas características físicas, os disjuntores de caixa moldada são capazes de interromper correntes de curto-circuito com intensidades altíssimas!

Observe o caso destes dois disjuntores da imagem abaixo. Qual você gosta mais? Podemos observar que a capacidade de interrupção de curto-circuito (ICU) para o minidisjuntor é de 5kA em 220V, enquanto o disjuntor de caixa moldada tem uma ICU de 100kA em 220V. A diferença é gritante!

Veja a diferença entre as ICCs desses disjuntores.

ICU do MiniDisjuntor vs ICU do Disjuntor de Caixa Moldada!

Os efeitos térmicos e magnéticos que o disjuntor de caixa moldada deve suportar são muito superiores aos suportados pelos minidisjuntores. E como resultado de toda esta robustez, o disjuntor de caixa moldada naturalmente tem o corpo maior do que o minidisjuntor.

Os disjuntores de caixa moldada são desenvolvidos para aplicações diversas. Veja alguns exemplos de uso deste disjuntor:

  • Proteção para motores
  • Proteção para geradores
  • Proteção para condutores do sistema de distribuição e outros

Eles podem ter proteção somente térmica ou termomagnética. Em algumas linhas dos disjuntores, podemos encontrá-los com as funções termomagnéticas ajustáveis, na qual se altera o valor das correntes de atuação do disjuntor, e com disparadores eletrônicos para regulagens diversas.

ICU e ICS

Além do ICU (ou ICC), os disjuntores caixa moldada possuem o ICS, que é a corrente de interrupção em serviço.

O ICU é a corrente máxima que o disjuntor suporta em um curto-circuito. No caso do disjuntor da imagem anterior, 100KA em 220V. Os disjuntores resistem à esta corrente duas vezes, ou seja, dois ciclos de operação em curto-circuito com um intervalo mínimo de 3 minutos.

Caso haja um terceiro ciclo de operação, o disjuntor não garante mais os 100KA, agora o que vale é o ICS, que é um percentual do ICU. No caso deste disjuntor de caixa moldada abaixo o ICS é de 75%, ou seja, 75KA em 220V.

Veja como essa ICS é alta!

ICS do Disjuntor de Caixa Moldada de Alto Desempenho.

O disjuntor pode até operar em curto mais que três vezes ou mesmo em correntes de curto maior, mas as condições de teste em laboratório e o que a norma estabelece são duas operações garantindo o valor do ICU, passando a valer o valor do ICS na terceira operação.

A diferença entre um disjuntor de caixa moldada de baixo desempenho para o alto, não é só o preço! Entenda que os disjuntores de alto desempenho podem garantir um ICS entre 75% e 100% do valor do ICU, dependendo do modelo. Enquanto que nos disjuntores de baixo desempenho, esse valor é no máximo 25%!

Agora que você conhece sobre o disjuntor de caixa moldada, veja também alguns acessórios desse disjuntor que aumentam ainda mais a sua utilidade! Para isso indicamos que assista o vídeo abaixo do canal Mundo da Elétrica, mas antes de ver o vídeo já se inscreve no canal e deixa o gostei!

Nos ajude na divulgação deste artigo compartilhando nas suas redes sociais para que mais pessoas aprendam. Comente aqui se tiver ficado alguma dúvida ou sugestão, e não se esqueça de continuar acessando o site do Mundo da Elétrica para aprender sempre mais!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)