Os 5 erros mais comuns que um autônomo comete impactam diretamente sua carreira e a forma de como ter sucesso profissional e financeiro, o autônomo, seja autônomo MEI ou autônomo CNPJ precisa pagar inss ou outro tipo de aposentadoria, fazer declaração de imposto, ter organização financeira e se manter sempre atualizado.

Como ter sucesso financeiro? Como ser um autônomo de sucesso? Essas são perguntas que temos que fazer todos os dias em nossa profissão. Mundo da Elétrica mostra 5 erros que podem levar os autônomos a falência.

Eu admiro demais quem é profissional autônomo, pois trabalhar por conta própria e ser seu próprio patrão é um desafio diário, é matar um leão por dia!

Pra quem não é autônomo eu vou dar só um exemplo…. Imagine você que trabalha com carteira assinada e está acostumado a receber o seu salário no final do mês. Então do nada você não sabe quanto vai ser seu salário no fim do mês, essa é a realidade do autônomo!

Primeiro erro , não se planejar financeiramente para ser autônomo!

Esse erro é muito mais comum do que parece! É preciso se planejar e ter reservas de dinheiro para aqueles meses em que o trabalho da uma minguada.

Principais erros que um eletricista autônomo comete.

Sempre faça o seu planejamento financeiro.

Existe uma demanda muito grande para o trabalho de eletricista, basta você olhar no seu bairro e ver quantas casas tem e imaginar que uma hora ou outra, elas vão precisar de manutenção. Porém, a gente sabe que o Brasileiro tem aquela mania de deixar a manutenção preventiva apenas pra quando vira manutenção corretiva, ou seja, quando o bicho tá pegando. E nesses casos é possível haver períodos sem trabalho de eletricista, mesmo em uma área que tenha muitas casas.

Segundo erro, não se preparar para a aposentadoria.

Você já se perguntou com que idade um autônomo se aposenta? 55, 60 ou 65? E se o profissional quiser se aposentar antes, tipo com 40 anos por exemplo, como faz?

Principais erros que um eletricista autônomo comete.

Não se esqueça de planejar o seu futuro.

O autônomo é seu próprio chefe e empresa, então ele é responsável por pagar um sistema de aposentadoria, seja o INSS ou uma aposentadoria privada. Não se preparar para aposentar é um erro muito grave, porque quanto mais velho, mais pesado o trabalho fica e mais difícil é para arrumar bons serviços.

Terceiro erro, não continuar estudando sobre elétrica.

O mercado de elétrica está mudando muito rápido e todo dia tem novas tecnologias, por isso o profissional autônomo deve estar em constante capacitação.

Principais erros que um eletricista autônomo comete.

Continue estudando sempre, nunca pare de estudar!

Trocar um disjuntor é sempre trocar um disjuntor, mas e se esse disjuntor se comunica com a internet ou tem sistema de medição elétrica? Nesse caso trocar o disjuntor continua igual, porém como fazer para parametrizar e configurar esse disjuntor?

Pois é, o eletricista que fica no mesmo e não se atualiza dificilmente vai ter espaço no novo mercado de trabalho, ele vai sempre perder para a concorrência mais qualificada. Por isso sempre falamos aqui no canal sobre a importância de estudar e aprender novas coisas em sua profissão.

Quarto erro, não saber vender o seu serviço.

O melhor autônomo é o que sabe vender bem o próprio serviço. Um bom autônomo que sabe vender o seu serviço sabe sobre a importância de uma boa aparência, a importância de usar boas ferramentas e até mesmo como anunciar o seu trabalho nas redes sociais.

Principais erros que um eletricista autônomo comete.

Saiba como vender o seu serviço!

É claro que não se aprende a ser vendedor do seu serviço da noite pro dia, mas me responda uma pergunta, quantas vezes você estudou sobre este assunto?

Um exercício diário é pensar:

“Como eu vou vender melhor o meu serviço? Como posso melhorar o atendimento ao cliente e com isso ser mais indicado por ele?”

Quinto erro, orçamento errado.

Este é sem dúvidas o maior erro que o autônomo pode cometer.

Principais erros que um eletricista autônomo comete.

Tenha cuidado com o orçamento de forma errada.

Quando eu falo orçamento não é somente o valor final do trabalho! Também entra o prazo correto para o cliente, quanto tempo vai durar o serviço? Errar no levantamento correto de material que vai ser gasto e por aí vai.

O orçamento bem feito e correto é decisivo para fechar um serviço, principalmente para um autônomo. Ele não pode ser caro demais, não pode ser barato demais, tem que garantir a felicidade do cliente e oferecer a remuneração justa para quem vai prestar o serviço.

Muita gente procura sobre as formas de fazer orçamento e quanto deve cobrar por um determinado serviço. Existem várias tabelas que podem ajudar a compor o preço do trabalho do profissional autônomo.

O vídeo abaixo do canal Mundo da Elétrica fala sobre os principais erros que um eletricista autônomo pode cometer e levá-lo a falência.

Sabendo de todas essas dicas, qual erro você acha que é o mais grave para um eletricista autônomo? Pense sobre isso e evolua em sua carreira como autônomo. Caso tenha ficado alguma dúvida, curiosidade ou dicas sobre o assunto deixe nos comentários que iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)